Faculdade de Tecnologia do Colégio Bandeirantes

Educação para o Emprego

Postado por Equipe BandTec

Tags: Carreira de TI

Em recente conferência sobre educação privada, promovida pelo International Finance Corporation (IFC), um dos principais temas tratados estava relacionado à questão da educação para o emprego (education to employment). Isso indica a importância do assunto no contexto atual de uma economia cada vez mais global, onde a correlação entre educação e produtividade é central. 
 
Aproveito a oportunidade para destacar um relatório, fruto de uma pesquisa profunda realizada pela McKinsey&Company, intitulado Education to Employment: Designing a System that Works. A pesquisa envolve nove países, dentre eles o Brasil, e traz vários pontos para reflexão:
 
(I) Somente metade dos jovens acredita que seus estudos pós-ensino médio aumentaram suas oportunidades de emprego. Na pesquisa, o Brasil  aparece com 59%, logo abaixo da Arábia Saudita com 60%;
 
(II) 39% dos empregadores dizem que a falta de habilidades necessárias para o trabalho é a principal razão para as vagas em aberto no nível de entrada. No Brasil esse percentual chega a 48%, segundo a pesquisa;
 
(III) Os principais atores – empregadores, instituições de ensino e os jovens – apresentam diferentes visões sobre a prontidão dos alunos egressos para o mercado de trabalho. Nessa pesquisa, os provedores de educação (instituições de ensino) acreditam que 72% dos graduados estão adequadamente preparados, enquanto 42% e 45% dos empregadores e jovens graduados, respectivamente, acreditam nessa adequação para o trabalho.
 
Com base nisso, foi criada uma metáfora na qual o sistema de educação para o emprego é pensado como uma estrada. Nela, três motoristas – educadores, empregadores e os jovens – têm o objetivo de chegar ao mesmo destino. Todavia, existem três intersecções críticas: (I) quando os jovens matriculam-se em cursos superiores ou vocacionais; (II) quando aprendem um conjunto de habilidades e (III) quando procuram trabalho. Em cada ponto, cada motorista deve levar em consideração uns aos outros para se manter em movimento de forma segura e eficiente. 
 
Um achado importante da pesquisa mostra que os programas mais inovadores e eficientes ao redor do mundo trazem alguns elementos comuns: existe uma aproximação, ativa e contínua, entre as instituições de ensino e os empregadores, co-criando currículo e tendo profissionais das empresas como membros do corpo docente. Ainda, ao invés do processo ocorrer de forma linear (alunos matriculados -> construção de habilidades -> emprego), ele é tratado de forma contínua, onde os empregadores se comprometem a contratar jovens antes de se matricularem em um curso, o que permitirá o desenvolvimento do conjunto de habilidades dentro do programa de formação. Trata-se, então, de um círculo virtuoso arquitetado através de um ambiente de educação cooperada.
 
Para as profissões de TI esse cenário não é diferente, as oportunidades de trabalho e emprego no setor, tanto no Brasil como em outros países, existem em larga escala. Entretanto, apesar de alguns avanços, os principais atores ainda não atuam de forma sincronizada, de modo a evitar as colisões ao longo do percurso. 

Equipe BandTec

Equipe de publicações da Bandtec Digital School


Nova chamada à ação

          

Cursos Graduação

Cursos Graduação BandTec

Os cursos são práticos, com ênfase em atividades de laboratório, estudos de casos e projetos, que fazem parte do dia a dia das empresas.

Veja os cursos:

Cursos Pós-Graduação

BandTec-pos-graduacao

As especializações visam uma formação completa voltada à empregabilidade de seus alunos. assim, incluem a abordagem de questões técnicas, mas também uma ampla visão de negócios e troca de vivências profissionais.

Veja os cursos: