Ensino HandsOn

Faculdade BandTec oferece curso de graduação altamente focado em programação

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: BandTec, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Graduação

curso-de-graduacao-altamente-focado-em-programacao.png

Levando em consideração as novas tendências e demandas do mercado de TI, a Faculdade BandTec reformulou o seu curso de graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, agora com uma matriz curricular altamente focada em programação.

Atualmente, grande parte dos alunos que se formam em cursos de tecnologia têm um choque ao ingressar no mercado de trabalho, uma vez que percebem a enorme defasagem entre o que é ensinado na universidade e o que realmente é cobrado no mundo empresarial.

Isto faz com que os estudantes tenham de recorrer a cursos extracurriculares e treinamentos específicos que complementem seus conhecimentos, para então tornarem-se aptos a ocupar posições mais altas no mercado de trabalho.

Em contrapartida a BandTec, faculdade de tecnologia do Colégio Bandeirantes, uma das instituições de ensino mais respeitadas de São Paulo, reformulou o seu curso de graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (agora com o prefixo “Coding” em sua nomenclatura), utilizando uma matriz curricular altamente focada em programação e nas principais tecnologias do mercado.

O curso, que tem mais de 70% de aulas práticas, explora as últimas tendências em TI, como Internet das Coisas (IoT), Design Thinking, User Experience (UX), Cloud Computing e Desenvolvimento de Apps para dispositivos móveis e ambientes web.

Assim, por conta da metodologia prática, um dos principais diferenciais da BandTec, os alunos saem realmente preparados para o mercado de trabalho, uma vez que constroem uma sólida base que alia teoria e prática. Se interessou? Aproveite e faça sua inscrição para o Vestibular 2017.

vest

Comente

Empresas demandam profissionais de TI

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Graduação

empresas-demandam-profissionais-de-TI.png

Já não é novidade que mesmo com a crise econômica que assola o país nos últimos anos o mercado de tecnologia continua contratando profissionais. Mas quais são os fatores que fazem com que a demanda por profissionais de TI continue crescendo? E o que estes profissionais precisam fazer para aproveitar estas oportunidades? Continue lendo e confira as respostas para estas perguntas!

A tecnologia da informação, por mudar muito rapidamente, demanda das empresas atualização constante (seja na infraestrutura de TI ou nos aplicativos e sistemas), o que faz com que àquelas que queiram manter-se competitivas invistam em novas tecnologias.

Um bom exemplo seriam os servidores em nuvem, que geram uma economia para a empresa - uma vez que esta não precisa alugar equipamentos físicos e desembolsar altos investimentos -. e demandam profissionais com habilidades específicas para fazer o planejamento, implementação e gestão do projeto.

O que poderia ser uma notícia ruim para profissionais especialistas em redes, banco de dados e manutenção de servidores, já que há menos equipamentos locais e, portanto, menos demanda por estes profissionais, ao mesmo tempo abre um leque de possibilidades interessantes.

Estes mesmos profissionais que se especializaram em virtualização de servidores ou cloud computing há alguns anos atrás, hoje conseguem escolher qual empresa desejam trabalhar, dada a demanda no mercado por estes profissionais.

O exemplo acima foi de uma mega-trend que começou a ser discutida há pelo menos quatro anos atrás. O mesmo está acontecendo com outras tecnologias que hoje muito se fala. A Internet das Coisas (IoT) – que significa vários equipamentos/coisas (de roupas até geladeiras) conectadas na Internet, irá trazer uma série de desafios e possibilidades para os profissionais de tecnologia num futuro que já começou a acontecer.

Outro fator que obriga as empresas a se atualizarem o tempo todo é a mudança nos hábitos de consumo e uma sociedade cada vez mais conectada. Você provavelmente já ouviu falar de bancos totalmente digitais, certo!? Aqueles que não têm agências físicas e que possibilitam abrir a conta corrente pelo celular? Pois é! Estas pequenas empresas fazem com que gigantes do setor financeiros tenham que se mexer para não ficar para trás.

Desta forma, estes mesmos bancos, que hoje são referência no Brasil com uma base de clientes de dar inveja para qualquer empresa, se viram obrigados a desenvolver aplicativos de celular tão seguros, eficientes e que reduzem a burocracia para conseguir fazer frente a estes bancos inovadores e extremamente tecnológicos.

E onde o profissional de TI entra neste contexto? São estes profissionais que fazem as mudanças acontecerem nas empresas para que elas se mantenham competitivas. São eles que definem, programam, testam, lançam atualizações de sistemas, páginas web, aplicativos, atualizam o banco de dados, criam rotinas de backup, enfim, são peças fundamentais para que as empresas sobrevivam e prosperem. Aliando a estratégia de negócio com conhecimento técnico, são capazes de desenvolver sistemas que sustentam a operação cada vez mais digital das empresas.

No entanto, para que estes profissionais tenham uma real chance no mercado, precisam de uma educação básica sólida. A graduação é o primeiro passo para qualquer um que busca conseguir um bom emprego.

Os cursos tecnólogos são ótimas opções para quem deseja ingressar rapidamente no mercado, pois têm o foco técnico e prático, podendo ser concluído em apenas 2 anos e com muitas atividades hands-on (ao contrário do bacharelado, que tem no mínimo 4 anos de duração).

Outro ponto são cursos e certificações dos institutos internacionais e fabricantes das tecnologias empregadas nas empresas. Um profissional afirmar no currículo que possui experiência em gestão de projetos, por exemplo, está em desvantagem em relação a um que possui a certificação PMP. Ou um profissional que afirma ser especialista em Gestão de TI (ITSM) e sequer tem uma certificação oficial ITIL Foundation v3 ou COBIT.

Além disso, cursos de pós-graduação, atualizados, tecnicamente densos, com um bom conteúdo programático e professores experientes dão aos profissionais uma visão do que está sendo utilizado de mais moderno, com uma perspectiva do que virá no futuro.

Para resumir, o segredos para entrar, se manter e prosperar no mercado de tecnologia são a educação, a atualização constante e a dedicação. A experiência é fundamental, participar de projetos desafiadores dão uma bagagem considerável, no entanto, sem uma base sólida, constantes atualizações oficiais e programas estruturados, profissionais são menos cobiçados e, portanto, têm menos oportunidades de trabalho.

vest

Comente

Como financiar a graduação em TI

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Notícias, Graduação

Se você está preocupado com o seu futuro profissional, já sabe que o primeiro passo é fazer uma faculdade. O mercado de trabalho está exigindo cada vez mais qualificação e a graduação será o seu alicerce, a base para o desenvolvimento dos seus conhecimentos e habilidades. Afinal, quem não quer crescer dentro da empresa e abrir aquele sorriso ao ver o extrato da conta bancária? 

Como_financiar_graduao_em_TI

Porém, se hoje sua realidade ainda não é essa e você não quer ou não pode contar com o famoso “PAItrocínio”, saiba que você não precisa pensar em deixar essa ideia de lado. Afinal, você pode contar com um financiamento estudantil. Não sabe como funciona? Aproveite que já está aqui e conheça duas opções para financiar a sua graduação em TI e escolha aquela que melhor cabe no seu bolso: 

FIES

Essa opção é a mais famosa e, com certeza, você já deve ter ouvido falar. O Fundo de Financiamento Estudantil é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação de estudantes matriculados em cursos superiores no Brasil. Até o primeiro semestre desse ano, a taxa de juros do programa era de 3,4% a.a., no entanto, recentemente essa taxa sofreu um reajustes e subiu para 6,5% ao ano. 

Todo processo de inscrição é feito pela internet, por meio do sistema SisFIES e existem quatro etapas até a aprovação:

  1. Inscrição no FIES Seleção
  2. Inscrição no SisFIES (após pré-seleção na primeira etapa)
  3. Validação das informações pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA)
  4. Contratação do financiamento

Para mais informações, acesse o Portal FIES.

Crédito Universitário PraValer

O PraValer é o maior programa de crédito universitário privado do país.  Com ele, o aluno paga metade do curso universitário enquanto faz a faculdade e a outra metade só depois de formado - e o melhor: sem juros durante toda a contratação! Ou seja, desde o momento que você assinar o contrato saberá exatamente quanto vai pagar até a última parcela. Sem juros, sem entrelinhas, sem surpresas. Essa condição especial de parcelamento é possível pois, instituições privadas como a BandTec subsidiam os juros para os seus alunos.

Os contratos do PraValer são semestrais, então os alunos podem recontratar o programa nos semestres que precisarem. Vale ressaltar que as parcelas não são cumulativas, então você só poderá tentar o crédito novamente se tiver quitado todas as parcelas dos últimos seis meses.

Se interessou e quer contratar? Acesse o Portal PraValer para se informar sobre os pré-requisitos e fazer o seu cadastro. Fique ligado porque as vagas são limitadas!

Viu só? Existem opções para que você possa cursar a faculdade que tanto sonhou. O que não pode é deixar esse sonho morrer na praia! Pesquise sobre as possibilidades, avalie se o financiamento é a melhor solução para o seu problema e fique sempre atento aos juros e limites de crédito oferecidos pelos programas. Se ainda tiver dúvidas, entre em contato conosco. ;)

vestibular2016

 

Comente

Técnico X Tecnólogo X Bachalerado

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Graduação

Quando você está perto de se formar no ensino médio, surgem milhares de dúvidas. O futuro, que antes parecia tão fácil de planejar, vira uma grande interrogação.
Mas se você já decidiu que quer trabalhar com tecnologia da informação, só não sabe ainda qual o melhor tipo de formação para você, vamos te ajudar! Sabe qual é a diferença entre os cursos de Bacharelado, Tecnológico e Técnico?

Thinking.jpg

O curso técnico em Informática pode durar de dois meses a dois anos (depende da grade e da instituição), é mais prático e pode ser considerado como o caminho mais curto para entrar no mercado de trabalho. Maravilha, não? É indicado para aqueles que querem aprender rápido e colocar em prática seus conhecimentos atuando em empresas. Ele também pode ser uma boa opção caso você ainda não consiga pagar uma graduação, pois você irá adquirir experiência na área e ainda aumentará sua renda. É uma excelente forma de guardar dinheiro para dar continuidade em seus estudos.
Em relação aos cursos de graduação, você pode optar por duas modalidades: tecnológico ou bacharelado. Para ser um tecnólogo em TI, você precisará estudar em média dois anos e meio, enquanto para receber o título de bacharel, de 4 a 5 anos. Mas é claro que o importante não é o título, mas sim qual deles é mais indicado para o seu perfil, quanto tempo você tem disponível e quanto pretende investir em sua formação.
O curso tecnológico é mais focado, forma profissionais especialistas em campos específicos do mercado. Na área de TI, por exemplo, você encontrará cursos sobre banco de dados, segurança da informação, análise e desenvolvimento de sistemas, redes de computadores, etc. Já o bacharelado é mais generalista, dando ao aluno uma visão global, possibilitando assim que ele amplie o seu campo de atuação em TI.
Resumindo:
Quer entrar rápido no mercado de trabalho e, nesse momento, não tem muito dinheiro sobrando? Vá de curso técnico.
Quer fazer um curso superior, mas não tem muito tempo e precisa de conhecimentos específicos? O tecnológico é a melhor pedida.
Quer obter uma visão geral de tecnologia da informação, para ter possibilidade de atuar em diversas áreas dentro deste mercado? O bacharelado é para você!
E aí, qual você acha que é a melhor opção? Aproveite e conheça os cursos oferecidos pela BandTec.

vestibular2016

Comente

Quer atuar em TI? Saiba como fazer seu currículo

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Graduação

Está procurando um estágio ou um emprego na área de TI mas não tem recebido retorno das empresas? Saiba que o problema pode estar no seu currículo. Por isso neste post daremos algumas dicas que te ajudarão a estruturar um bom currículo para a área de TI! Vamos lá:

1. Faça um resumo de suas qualificações

Um bom resumo profissional é importante para atrair a atenção dos recrutadores, que têm muitos currículos para avaliar diariamente e podem acabar não chegando ao final de todos.

Se o seu resumo for atrativo, você já ganha pontos e pode sair à frente dos demais candidatos. Ele não deve ter mais do que um parágrafo, então seja objetivo e informe com precisão: sua formação acadêmica e principais habilidades e experiências profissionais. Você pode também mencionar vivências internacionais, fluência em idiomas ou domínio de ferramentas específicas, caso seja relevante para determinada vaga.

2. Destaque suas habilidades

Se você ainda não tem muita (ou nenhuma) experiência profissional na área de tecnologia da informação, dedique uma parte do seu cv para falar sobre suas competências. Destaque as ferramentas e sistemas que domina, sua habilidade com linguagens técnicas, programação e demais conhecimentos relevantes em sua área de atuação.

3. Não esqueça de inserir certificações e cursos

Não deixe de informar suas certificações e cursos. Este item compõe o seu perfil profissional e pode ser de grande interesse para as empresas. Vale lembrar que você deve sempre colocar também as instituições onde fez cada curso e o ano de conclusão.

4. Cuidado com os erros de português

Não é porque o seu negócio é programar que você pode deixar o português correto de lado. Erros desse tipo serão sempre mal vistos, em qualquer momento ou situação da sua trajetória profissional. Mas se o erro estiver no seu cv, pode acabar custando aquela vaga que você tanto queria!

5. Evite fazer um currículo longo

Ainda mais se você está no início de sua vida profissional, evite fazer um cv com mais de duas páginas. Como já mencionamos, os recrutadores têm muitos currículos em mãos e não gostam de perder tempo lendo diversas páginas.

Além disso, pode parecer que você está querendo “encher linguiça”, o que não agradará nem um pouco. Então seja conciso, ressalte apenas as informações que são realmente necessárias! Uma boa dica é informar o seu perfil do LinkedIn, assim o recrutador poderá encontrar mais informações sobre você, caso queira.

Modelo de CV para área de TI

Como a gente gosta de facilitar, disponibilizamos aqui um modelo de currículo para a área de TI:

Comente

BandTec promove atividades práticas em TI para vestibulandos

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Graduação, Pós-Graduação

A BandTec, Faculdade de Tecnologia do Colégio Bandeirantes, abre suas portas para os vestibulandos interessados pela área de Tecnologia da Informação. Promovido entre os dias 13 e 15 de outubro, o evento Trilhas permitirá que os participantes conheçam e experimentem diferentes frentes do segmento: Programação, Banco de Dados e Wireless. A iniciativa faz parte da sétima edição da TechWeek BandTec, semana de palestras e oficinas promovida pela instituição.

Os encontros serão liderados por professores e alunos da instituição que compartilharão suas experiências com os vestibulandos. Confira a programação:

 

arduino

Trilha Análise e Desenvolvimento de Sistemas
Os participantes terão a oportunidade de conhecer mais sobre o que é programação, usando a plataforma Arduíno. Assim, guiados pelo professor, darão seus primeiros passos no mundo da programação, interagindo com LEDs, botões e displays de texto que possibilitam construir robôs e diversos outros projetos do gênero.

  • Orientador: Carlos Rafael, professor de Programação Web da BandTec
  • Duração: 90 minutos

 

Para se inscrever para o dia 13/10, às 19:00hs, clique aqui.
Para se inscrever para o dia 14/10, às 21:00hs, clique aqui.

 

wireless

Trilha Redes de Computadores
Os vestibulandos conhecerão a tecnologia wireless e seus fundamentos, com pontos fortes e fracos. Ainda, receberão dicas de configuração de redes para suas casas, bem como informações sobre os riscos de invasões e como se proteger delas.

  • Orientador: Rogério Chola, professor de Redes Wireless da BandTec
  • Duração: 90 minutos

 

Para se inscrever para o dia 13/10, às 21:00hs, clique aqui.
Para se inscrever para o dia 15/10, às 19:00hs, clique aqui.

 

 oracle

Trilha Banco de Dados
Além de serem apresentados ao conceito Banco de Dados, os participantes o colocarão em prática por meio da criação e implementação de objetos de banco de dados, como: filmes/elenco/premiações ou futebol/campeonatos/times, entre outros. Aprenderão, ainda, como construir seus próprios bancos de dados por meio da ferramenta Oracle11g.

  • Orientador: Edson França, coordenador do curso de Banco de Dados da BandTec
  • Duração: 90 minutos

 

Para se inscrever para o dia 14/10, às 19:00hs, clique aqui.
Para se inscrever para o dia 15/10, às 21:00hs, clique aqui.

 

O evento é gratuito e as vagas são limitadas. Os interessados devem se inscrever nos links acima, até o dia 15 de outubro.

Faculdade BandTec
Local: Rua Estela, 268, Vila Mariana – São Paulo, SP
Próximo à estação Paraíso do metrô.

Comente

Frameworks na sala de aula: usá-los ou não?

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Graduação

Qualidade, velocidade de desenvolvimento, segurança, manutenibilidade e reutilização de código são alguns dos motivos que, com o passar do tempo, têm justificado o uso cada vez mais difundido de bibliotecas de código prontas e frameworks.

Se o assunto for desenvolvimento Web com JavaScript, então… Existem dezenas de frameworks e bibliotecas poderosas, conhecidas e amplamente utilizadas no mercado, como jQuery, MooTools, Prototype e por aí vai!

Por já conhecer bem esse cenário, no dia em que me foi pedido que ministrasse a disciplina de Programação Web na Faculdade BandTec, quase quatro anos atrás, percebi que teria uma tomada de decisão bastante complicada diante de mim, capaz de me assombrar para sempre: utilizar ou não esse tipo de framework em sala de aula?

Polêmica! É a melhor definição, pelo menos do ponto de vista de alguns alunos já mais experientes, para descrever minha decisão: não utilizar frameworks JavaScript nessa disciplina!!!

Isso não foi decidido de um dia para o outro… Ponderei e meditei muito até conseguir bater o martelo dentro da minha mente.

Contudo, só um ano depois percebi que, na verdade, não estava buscando a resposta com toda aquela meditação, mas sim, juntando forças para defender um conceito que sempre me guiou, desde a época de aluno: saber o porquê das coisas!

A disciplina de Programação Web tem 80 horas-aula, das quais – descontadas as horas de atividades em sala – menos do que isso é efetivamente utilizado para passar aos alunos conceitos como HTML, CSS, JavaScript, programação de páginas do lado do servidor (ASP.Net) e AJAX.

Considerando aqueles alunos que iniciam a disciplina sem nunca ter criado ao menos um parágrafo em HTML – que são a grande maioria -, o tempo é o suficiente, mas para atingir o objetivo proposto certamente requer bastante esforço por parte deles.

Mas ainda assim eu penso: será que vale a pena “enfiar goela abaixo” dos alunos montes de comandos prontos utilizando jQuery e esconder deles a verdade?

A verdade… Verdades tais como que aqueles conjuntos intermináveis de { } não pertencem à “linguagem jQuery” (como já ouvi de alunos), mas sim, fazem parte da linguagem JavaScript, uma linguagem funcional poderosíssima, capaz de criar objetos inline, e que trata funções como objetos de primeira classe.

Sei que em uma empresa os alunos possivelmente terão que utilizar algum tipo de framework, e aliás, não sou contra eles, de forma alguma. Mas optei por utilizar o tempo que tenho com eles em sala de aula para lhes ensinar as bases da linguagem JavaScript, como por exemplo, o que vem a ser um Closure (conceito desconhecido até mesmo por vários alunos experientes) e como utilizá-lo corretamente.

Prezo a ideia de que, sabendo como uma linguagem funciona – qualquer uma! – não existirá limites para a quantidade de frameworks daquela linguagem que os alunos serão capazes de compreender. Ou, quem sabe, capazes de criar seus próprios frameworks!

Comente

Graduações tecnólogicas dão acesso rápido ao mercado de trabalho

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Tecnólogo, Graduação

 

A demanda por mão de obra qualificada em diferentes segmentos tem feito com que as universidades invistam na criação de graduações tecnológicas, que formam o profissional em um menor tempo, se comparadas ao bacharelado ou à licenciatura.

O curso de tecnólogo é uma modalidade de graduação de nível superior, focada em uma área específica do conhecimento e voltada para o mercado de trabalho. Embora tenha a sua origem no setor de tecnologia, atualmente diversas áreas estão descobrindo a metodologia, como gestão, comércio, turismo e comunicação.

Segundo o último levantamento do MEC, existem quase cinco mil cursos de tecnólogo em todo o país. Os cursos são de nível superior e tem duração mais curta, de dois a quatro anos. Todos são criados para atender uma procura específica do mercado, por isso a chance de contratação passa de 80% em quase todas as áreas.

Para os tecnólogos não é regulamentado um piso salarial, quem define é o mercado. Segundo o pessoal da área da engenharia do CREA a remuneração varia de R$1.800 a R$3.000. O valor depende da formação e da empresa que a pessoa trabalha, sendo que as grandes empresas pagam mais.

 

No vídeo ao lado a economista da FGV, Celina Ramalho, tira dúvidas sobre os cursos que estão em alta e também as áreas que vão crescer.

Entenda a diferença entre os cursos de tecnologia e os técnicos:

Os cursos de tecnologia são cursos de nível superior que formam profissionais para atender áreas específicas do mercado de trabalho. A duração dos cursos podem variar de 2 a 4 anos, tendo como carga horária mínima 1.600 horas para as áreas de gestão e 2.400 horas para as áreas da engenharia. Ao terminar o curso pode ser dada continuidade aos estudos, cursando pós graduação Lato Sensu (especializações e MBA) ou Stricto Sensu (mestrado e doutorado).

Já os cursos técnicos são cursos que formam profissional de nível médio. Esse tipo de curso poder ser realizado de forma concomitante ou posterior ao ensino médio. Tem como objetivo capacitar o aluno com conhecimentos teóricos e práticos em diversas atividades do setor produtivo, tendo como um dos propósitos o acesso imediato ao mercado de trabalho, além da perspectiva de requalificação ou mesmo a reinserção no mercado. A duração mínima desses cursos é de 800 horas e máxima de 1.200 horas.

Comente

“Livros Digitais” é tema de palestra promovida pela BandTec no dia 23 de abril

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Tecnólogo, Graduação

Os livros digitais, também conhecidos como e-books, estão cada vez mais presentes nas vidas das pessoas e têm contribuído para diversas mudanças nos hábitos de leitura. Com o intuito de discutir esse novo cenário, a BandTec realiza palestra gratuita, no dia 23 de abril, às 19h30, na biblioteca da Instituição.

Sob o tema “O mundo do conteúdo digital abala nossa zona de conforto?”, a palestrante, Susanna Florissi, que possui ampla experiência no mercado editorial, discutirá as alterações decorrentes desse novo processo de leitura, como as novas formas de construção e compartilhamento de conhecimento. Ela também abordará o funcionamento da cadeia produtiva de livros digitais, sua distribuição e o papel exercido pelas bibliotecas diante dos livros digitais.

A palestra será destinada a bibliotecários, estudantes e leitores de e-books, é gratuita e aberta ao público.

Data: 23 de abril
Horário: 19h30
Local: BandTec – Rua Estela, 268

 

Sobre a Palestrante: Susanna Florissi

Diretora Internacional da SBS – Special Book Services e da HUB Editorial, empresa do mesmo Grupo, proprietária da Torre de Babel Idiomas e sócia da Editora Galpão. Formada pela Universidade Católica de Pernambuco, com curso de pós-graduação em Teoria da Literatura pela PUC Campinas e de Aperfeiçoamento para Executivos do Mercado Editorial, MBA FIA. É Diretora Livreira da CBL – Câmara Brasileira do Livro, fez parte da Comissão Organizadora do Prêmio Jabuti e hoje coordena a Comissão do Livro Digital da mesma CBL. É autora de materiais didáticos impressos e digitais e coautora dos títulos campeões de vendas para o ensino de Português como Língua Estrangeira, ‘Bem-Vindo! A Língua Portuguesa no Mundo da Comunicação’, ‘Tudo Bem? Português para a Nova Geração’ e ‘Panorama Brasil – Ensino do Português no Mundo dos Negócios’.

Comente

BandTec promove curso “Jung para educadores”

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Graduação, Pós-Graduação

A BandTec anuncia o curso livre “Jung para Educadores”, que será promovido entre os dias 29 de março e 12 de abril, aos sábados. Elaborado com o objetivo de contribuir com a capacitação de profissionais do ensino e professores de todas as áreas do conhecimento, a iniciativa é aberta ao público externo.

Atenta à necessidade de contínua evolução do ensino, a iniciativa da BandTec apresentará a teoria Junguiana como filosofia capaz de compreender aspectos profundos das relações educativas, bem como de propor e discutir possíveis caminhos para tornar essas relações mais saudáveis, compreensivas e profundas. “Desejamos aproximar esses conceitos da Psicologia aos educadores por acreditar que contribuem significativamente com o dia a dia do ensino, principalmente por conta da dinâmica mudança do perfil dos alunos, o que torna cada vez mais complexa a relação entre eles e as instituições de ensino”, completa Luiz Claudio Bido, Psicólogo e coordenador do Programa H.

Os temas abordados durante o curso serão:

  • Contextualização histórica e teórica sobre Carl Gustav Jung e a Psicologia Analítica
  • O conceito de Consciente e Inconsciente para Freud e Jung
  • O conceito de Ego para Freud e Jung. Ego e suas defesas. A educação do Ego e o Ego na educação.
  • Os arquétipos do Inconsciente Coletivo: Persona, Sombra, Animus, Anima e Self
  • A Persona e a Educação: os papéis sociais e o jogo social na educação
  • Aspectos sombrios da personalidade do professor e do aluno. A educação como espaço de integração da Sombra.
  • Aspectos relacionais da personalidade e a educação: compreensão da alteridade através dos arquétipos Animus e Anima
  • A educação como caminho de realização e integração do Self
  • O processo de individuação. A jornada heroica na educação
  • A energia psíquica: introversão e extroversão
  • Aspectos racionais da personalidade: pensamento e intuição
  • Aspectos irracionais da personalidade: sentimento e sensação
  • Educação e Alquimia
  • Figuras arquetípicas do educador
  • Os educadores e os verdadeiros filósofos

 

O curso, que será ministrado durante três sábados, tem vagas limitadas. Os interessados deverão entrar em contato pelos emails: luiz.bido@bandtec.com.br ou mariana.leopoldino@bandtec.com.br.

Datas: 29 de março, 05 e 12 de abril (sábados)
Horário: 9h às 12h
Investimento: R$ 280,00 
Local: Rua Estela, 268 | 04011-001 | São Paulo – SP | Tel: (11) 5574-6844

Comente
Nova chamada à ação

          

Posts recentes

Cursos Graduação

Cursos Graduação BandTec

Os cursos são práticos, com ênfase em atividades de laboratório, estudos de casos e projetos, que fazem parte do dia a dia das empresas.

Veja os cursos:

Cursos Pós-Graduação

BandTec-pos-graduacao

As especializações visam uma formação completa voltada à empregabilidade de seus alunos. assim, incluem a abordagem de questões técnicas, mas também uma ampla visão de negócios e troca de vivências profissionais.

Veja os cursos: