Ensino HandsOn

BandTec compõe Jurí do Hackathon MasterCard Shift 2016, promovido em parceria com o Facebook

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Notícias, BandTec

Realizado na sede do Facebook nos dias 11 e 12 de junho, o Hackathon MasterCard Shift 2016 desafiou participantes a criar soluções inovadoras, simples, seguras e inteligentes, repensando o futuro do comercio eletrônico e de soluções de pagamento que facilitem a vida e ofereçam experiências de alto nível para os consumidores.

O grupo vencedor vai conhecer o Tech Hub da MasterCard em Nova York, polo mundial de tendências e inovação onde são desenvolvidos os protótipos da companhia, e ganhar uma vaga no FbStart, programa Global para desenvolvedores do Facebook. O 1º Lugar recebe um prêmio de até US$ 80.000 em benefícios, o 2º Lugar até US$ 40.000 e o 3º Lugar até US$ 15.000. Os integrantes do grupo vencedor, receberão uma bolsa de 50% nos cursos de graduação e pós-graduação da BandTec (www.bandtec.com.br).

O81G700.jpg

Para apresentar as ideias que podem transformar a indústria de meios de pagamento, os participantes tiveram acesso às APIs (interface de programação de aplicativos) da MasterCard e do Facebook. Pela MasterCard o destaque é o API do MasterPass, que possibilita a criação de carteiras digitais, a instalação e a integração do botão de pagamento MasterPass. Já o Facebook disponibilizou suas APIs e SDKs que ajudam startups e empresas do mundo inteiro a integrar seus apps à plataforma do Facebook e aproveitar todas as oportunidades oferecidas por essa integração.

O hackathon também buscou incentivar o empreendedorismo feminino na tecnologia. Para isso, contou com a presença das profissionais da MasterCard e de outros segmentos em  momentos chave da maratona, como mentoria, composição dos jurados, além de sessões paralelas com foco em carreira e networking.

Com o objetivo de preparar os participantes para o desafio, a MasterCard disponibilizou um material completo sobre o funcionamento do ecossistema de pagamento online, bem como vídeos com informações essenciais para estruturação do plano de negócio a ser criado durante o hackathon. Além disso, ao longo da maratona, os líderes de cada grupo participaram de workshops sobre processo criativo, modelo de negócio Canvas, técnicas de apresentação, estratégias para pitch etc.

A BandTec esteve no evento, representada por Alessandro Goulart, sócio e CEO da faculdade. Ele foi um dos jurados, ao lado de grandes nomes das empresas presentes como Marcelo Theodoro e Miriam Oliveira, Heads da MasterCard, Dario Dal Piaz, Head do Facebook, Flavio Pripas, Diretor do Cubo, Dafna Blaschkauer, General Manager da Nike Women, Camila Fernandez Achutti, Fundadora da Ponte21 e Cristina de Luca, jornalista especializada em mercado digital.

“A inovação é um pilar estratégico da MasterCard em escala global. Eventos como os hackathons permitem trazer as ideias e insights do mercado para dentro do nosso negócio, contribuindo para oferecer à sociedade soluções simples,  seguras e inteligentes em todas as transações; seja por parte dos consumidores como para os demais players do ecossistema como varejistas, credenciadoras, processadoras e emissores”, avalia Valério Murta, vice-presidente de Produtos da MasterCard para Brasil e Cone Sul.

Parabéns aos grandes ganhadores do MasteCard Hackaton Shift 2016! Foi um sucesso!

vestibular2016

Comente

10 profissões de TI em alta para 2016

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Notícias

Nos últimos dois anos estamos vendo diversas empresas mudando suas estratégias para acompanhar as tendências tecnológicas do mercado. Esse cenário tem sido muito favorável aos profissionais de TI, que são procurados para auxiliar estas mesmas empresas em sua jornada rumo ao digital.

Pensando nisso, a revista ComputerWorld EUA realizou uma pesquisa com algumas empresas norte-americanas para mapear as profissões que estarão em alta durante este ano. As informações obtidas mostram um foco em arquitetura, programação e cloud. Confira a ranking abaixo:

O6NM390.jpg

1º Arquitetura de TI

Segundo a pesquisa, 42% dos entrevistados disseram que pretendiam contratar profissionais para essa qualificação ainda este ano. Uma mesma pesquisa foi realizada em 2014, todavia, este cargo não constava na lista. O fato de estrear no topo não é uma surpresa, já que há uma grande demanda por profissionais nesta área.

2º Programadores e Desenvolvedores

A demanda por esses profissionais segue aumentando, principalmente quando falamos de mobile e sistemas orientados à Internet das Coisas, onde cerca de 40% dos participantes da pesquisa disseram ter planos de contratações nestas qualificações.

3º Gestores de projetos

Em 2014, este posto ocupava a segunda posição na pesquisa, porém sofreu uma leve queda, com 39% dos respondentes dizendo que iriam ampliar suas equipes quanto a gestão dos projetos.

4º Big Data

A procura por profissionais familiarizados com a tratativa de grandes volumes de dados vem ganhando importância no mercado. Segundo a pesquisa, 36% dos respondentes estão buscando profissionais para esta posição.

5º Business Intelligence/Analytics

Profissionais que saibam traduzir tendências e padrões em informações relevantes para as empresas são bem valorizados pelo mercado, e isso pôde ser observado na pesquisa, já que 34% dos participantes afirmaram que planejam contratar esse tipo de profissional.

6º Help desk

O suporte técnico é uma parte muito importante no segmento tecnológico, e a pesquisa revela que 30% dos respondentes planejam incrementar suas equipes para esta tarefa.

7º Administrador de banco de dados

Cerca de 25% dos participantes revelaram que pretendem contratar profissionais para esta tarefa no ano de 2016. Comparando com 2015, a procura avançou uma posição. O interesse nesses profissionais seria em projetos envolvendo big data, BI e analytics, demandando especialistas em tecnologias como SQL, Oracle, DB2 e Hadoop.

8º Segurança/Compliance/Governança

Há um ano, esta posição ocupava a quarta colocação. Segundo a pesquisa, um quarto dos respondentes revelaram a pretensão pela contratação desses profissionais.

9º Cloud/SaaS

As novas tendências de computação em nuvem vêm ampliando a busca por profissionais com estes conhecimentos específicos. Na edição de 2015 desta pesquisa, esses profissionais ocupavam a 12ª posição.

10º Desenvolvedores web

Embora a procura tenha caído em um ano, já que em 2015 o cargo ocupava a 5º posição da lista, cerca de 24% dos respondentes planeja contratar desenvolvedores web em 2016. De fato, essa qualificação deve continuar ocupando a lista ainda por um tempo, considerando a expansão massiva das tendências digitais nas organizações.

Assim, podemos constatar que a situação do mercado de TI vai muito bem, obrigado. As vagas para profissionais com conhecimentos específicos não param de surgir, e os salários tendem a aumentar devido a carência de mão de obra capacitada. Para isto, uma formação completa que acompanha as tendências do mercado é extremamente necessária, e a Faculdade BandTec pode te ajudar neste quesito. Como? Clique aqui para saber mais.

Fonte

http://computerworld.com.br/conheca-dez-profissoes-de-ti-mais-quentes-em-2016

vestibular2016

Comente

Como financiar a graduação em TI

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Notícias, Graduação

Se você está preocupado com o seu futuro profissional, já sabe que o primeiro passo é fazer uma faculdade. O mercado de trabalho está exigindo cada vez mais qualificação e a graduação será o seu alicerce, a base para o desenvolvimento dos seus conhecimentos e habilidades. Afinal, quem não quer crescer dentro da empresa e abrir aquele sorriso ao ver o extrato da conta bancária? 

Como_financiar_graduao_em_TI

Porém, se hoje sua realidade ainda não é essa e você não quer ou não pode contar com o famoso “PAItrocínio”, saiba que você não precisa pensar em deixar essa ideia de lado. Afinal, você pode contar com um financiamento estudantil. Não sabe como funciona? Aproveite que já está aqui e conheça duas opções para financiar a sua graduação em TI e escolha aquela que melhor cabe no seu bolso: 

FIES

Essa opção é a mais famosa e, com certeza, você já deve ter ouvido falar. O Fundo de Financiamento Estudantil é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação de estudantes matriculados em cursos superiores no Brasil. Até o primeiro semestre desse ano, a taxa de juros do programa era de 3,4% a.a., no entanto, recentemente essa taxa sofreu um reajustes e subiu para 6,5% ao ano. 

Todo processo de inscrição é feito pela internet, por meio do sistema SisFIES e existem quatro etapas até a aprovação:

  1. Inscrição no FIES Seleção
  2. Inscrição no SisFIES (após pré-seleção na primeira etapa)
  3. Validação das informações pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA)
  4. Contratação do financiamento

Para mais informações, acesse o Portal FIES.

Crédito Universitário PraValer

O PraValer é o maior programa de crédito universitário privado do país.  Com ele, o aluno paga metade do curso universitário enquanto faz a faculdade e a outra metade só depois de formado - e o melhor: sem juros durante toda a contratação! Ou seja, desde o momento que você assinar o contrato saberá exatamente quanto vai pagar até a última parcela. Sem juros, sem entrelinhas, sem surpresas. Essa condição especial de parcelamento é possível pois, instituições privadas como a BandTec subsidiam os juros para os seus alunos.

Os contratos do PraValer são semestrais, então os alunos podem recontratar o programa nos semestres que precisarem. Vale ressaltar que as parcelas não são cumulativas, então você só poderá tentar o crédito novamente se tiver quitado todas as parcelas dos últimos seis meses.

Se interessou e quer contratar? Acesse o Portal PraValer para se informar sobre os pré-requisitos e fazer o seu cadastro. Fique ligado porque as vagas são limitadas!

Viu só? Existem opções para que você possa cursar a faculdade que tanto sonhou. O que não pode é deixar esse sonho morrer na praia! Pesquise sobre as possibilidades, avalie se o financiamento é a melhor solução para o seu problema e fique sempre atento aos juros e limites de crédito oferecidos pelos programas. Se ainda tiver dúvidas, entre em contato conosco. ;)

vestibular2016

 

Comente

Startup, você também pode empreender.

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Notícias

Você certamente já pensou em empreender. Mas você sabe mesmo como fazer isso?

Empreender é: “Atividade que envolve a descoberta, avaliação e exploração de oportunidades para criar novos produtos, mercados, processos e/ou matérias-primas através da organização de esforços que não existiam anteriormente” – Shane, S. (2003)

Desta forma, o empreendedor não é apenas uma pessoa com uma ideia de um produto novo, ele é uma pessoa que vislumbra novas possibilidades, seja este, um produto que nunca existiu ou até mesmo o uso diferente de um produto ou serviço que já existe. Mas enfim, como começar um novo negócio? Todo novo negócio é uma startup?

Muitos dizem que startup é como qualquer microempresa; outros acreditam se tratar de uma empresa que não precisa de muitos recursos financeiros para começar a produzir. A versão mais aceita é de que se trata de um grupo de pessoas que trabalha para criar algo que seja escalável e que possa gerar lucro, na maioria das vezes pisando em ovos, isto é, sem nenhuma certeza de que vai dar certo.

O mundo de tecnologia tem vivido um “boom” de startups. Cidades como São Francisco (o famoso Vale do Cilício), Berlim e até mesmo Budapeste tem investido muito em infraestrutura para atrair estes tipos de empreendimentos. Uma boa forma de fomentar a inovação tecnológica nestas cidades foi proporcionar locais que estimulam a troca de ideias no ambiente de trabalho (espaços de co-working, por exemplo), eventos para divulgação de novas tecnologia, como feiras e divulgação em mídias sociais, criação de estruturas para apoio, as famosas aceleradoras de startups, e acima de tudo, visibilidade destas empresas para os investidores.

Estes investidores ainda têm um pouco de receio quando se fala nesse tipo de aplicação, justamente pela questão incerta do mercado. Porém, cada vez mais sucessos de startups no ramo de tecnologia estão chamando a atenção. Normalmente, quando uma startup dá certo, ou ela cresce e se estabelece como uma empresa líder ou bem reconhecida no setor (Spotfy ou Uber por exemplo), ou então, ela é comprada por uma empresa maior, agregando desta forma a nova tecnologia aos negócios atuais ou abrindo uma nova linha de negócios. Um bom exemplo é a compra do Whatsapp e Instagram pelo Facebook.

Independente se a startup prospera e vira líder ou se é comprada por um, o retorno sobre o investimento para quem apostou é realmente alto!

startup-notepad.jpg

Mas como fazer isso sem dinheiro?

Grandes empresas que conhecemos, como a Google, a PayPal e até o Netflix começaram como startups. E não para por aí: o negócio é tão importante e rentável que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil criou o Start-Up Brasil, programa que tem como objetivo financiar empresas deste tipo.

O programa consiste em selecionar empreendedores e, duas vezes ao ano, selecionar os projetos que terão apoio financeiro de até 200 mil reais para pesquisa e desenvolvimento de seus profissionais, além de consultorias e participações em palestras para conhecerem a fundo as oportunidades.

Também existem alguns incentivos de empresas privadas, como a própria Google e o Itaú, que oferecem espaços equipados com tudo o que uma startup precisa para começar a se desenvolver.

Há também plataformas específicas criadas para que investidores, também conhecidos como Angels (Anjos em Português), possam conhecer as empresas através de uma apresentação rápida do Fundador da empresa, também conhecida como elevator pitch (discurso de elevador onde o interlocutor tem que vender a ideia do negócio em apenas alguns minutos – como uma viagem de elevador).

Nestes grupos, plataformas como Anjos do Brasil (www.anjosdobrasil.com.br) reúnem investidores (pessoas interessadas em investir nas empresas em troca de ganhos futuros) e empreendedores com ótimas ideias. Só em 2015, estima-se que os anjos investiram aproximadamente R$ 784 milhões em startups apenas no Brasil.

 

Bora abrir minha startup! \o/

Existem atualmente vários estudos tentando mostrar quais métodos e estruturas que quando colocados em prática aumentam as chances de sucesso de uma startup seja na hora de desenvolver um produto, selecionar um mercado, traçar uma estratégia de vendas, a estrutura financeira, etc. No entanto, até o momento não se tem uma fórmula mágica, mas sim uma série de boas práticas, dicas e pontos de atenção que devem ser levados em consideração desde o momento em que o empreendedor decide iniciar esta aventura.

Estes e outros pontos vão ser discutidos nos próximos posts!

Até a próxima!

 

Referências
http://blog.contaazul.com/empresas-que-comecaram-como-startups/
http://exame.abril.com.br/pme/noticias/o-que-e-uma-startup
http://startupbrasil.org.br/
https://www.campus.co/sao-paulo/pt
https://cubo.network/
http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1108/noticias/grandes-empresas-criam-ninhos-para-startups?trk=pulse-det-art_view_ext
http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2016/01/cresce-numero-de-investidores-anjo-que-investem-em-startups-brasileiras.html

 

vestibular2016

Comente

Em que século está sua cabeça?

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Notícias

Você vive no século XXI, mas e sua cabeça vive em que época?

324659432_3789a82f13_o

No século XVIII, o pensador e filósofo matemático Renè Descartes definiu o pensamento e a razão como a grande força estruturante de todo o conhecimento. Em busca de definir ideias claras e distintas, ele formulou a máxima “Penso, logo existo”.

Todavia, você já deve ter se deparado com a dificuldade contemporânea de pensar nosso mundo e nosso tempo. Como explicar, por exemplo, a motivação religiosa dos ataques terroristas a Paris? Sob a lógica cartesiana, isso seria quase impossível… Além disso, como avaliar as causas e consequências de cada atitude humana, numa sociedade complexa e em rede como a nossa?

Vivemos um emaranhado de conceitos muito complicados e marcados pela liquidez: o que é ético? O que é justo? O que é correto? A impressão que temos é que as respostas a essas perguntas sempre dependem de algum outro fator que não conseguimos levar em conta. Para algumas pessoas, a solução desse conflito é pensar como os homens medievais e acreditar que, no final das contas, o que vale é a lei do mais forte.

Para fazer um upgrade em seu pensamento, seguem algumas dicas:

Pense complexo

Nunca busque uma solução única para um determinado problema. Aceite que as variáveis são sempre infinitas e que mudam o tempo todo. Lembre-se de que, mesmo na Física, há situações em que partículas apresentam-se como energia, e vice-versa.

Pense em rede

Abandone pensamentos lineares baseados em causa-consequência. Na verdade, uma única causa pode gerar consequências diversas, organizadas em rede e, muitas vezes, num padrão caótico. Da mesma forma, as causas podem ser variadas e desorganizadas. O melhor é pensar sempre no formato de uma rede, em que pontos diferentes se interconectam na busca de variados significados para um mesmo evento.

Pense em sistema

Um evento nunca está isolado e nem pode ser explicado de uma forma exclusiva. Procure sempre trazer novas e diferentes contribuições para sua compreensão de um fato.

Pense colaborativamente

Não vale a pena pensar sozinho. Permita que diferentes opiniões o auxiliem a construir seu pensamento. Da mesma maneira, contribua para o pensamento dos demais. Na troca e na construção coletiva, o saber deixa de ser um bem individual e se torna uma construção coletiva.

Em suma, se você pensa de modo fundamentalista/medieval ou renascentista/cartesiano é preciso fazer uma atualização para uma versão 2.1 de pensamento, em que termos como complexidade, física quântica, design thinking, teoria dos sistemas, etc possam auxiliar você com novas ferramentas para pensar o mundo contemporâneo.

E, como se costuma usar nas redes sociais, #ficaadica: “Não conseguimos respostas novas com perguntas antigas”.

Comente

A evolução dos 20 anos da World Wide Web

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Notícias

No dia 6/8 a World Wide Web completou 20 anos de existência. Nesta mesma data, em 1991, Tim Berners-Lee colocou a primeira página no ar.

Confira abaixo uma linha do tempo resumida com os principais acontecimentos desde o nascimento da World Wide Web.

1992 – Áudio e vídeo são transmitidos na rede.

1993 – Surge o primeiro navegador, chamado de NCSA Mosaic.

1994 – Tim Berners-Lee fundou o World Wide Web Consortium (W3C), no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, com suporte do CERN, DARPA (como foi renomeada a ARPA) e da Comissão Europeia; Primeira Conferência Internacional da WWW foi organizada por Robert Cailiau na CERN; Pizza Hut investe em comércio online.

1995 – O Netscape Navigator, popular browser da época, é criado; Microsoft lança o Windows 95, que já vinha com o Internet Explorer 5; Começa a chamada “guerra dos navegadores”; Criada a linguagem Java pela Sun Microsystems.

1996 – A internet fica mais rápida com ADSL e modems de 56 kbps; Empresas de internet entram no mercado de ações; Foi lançado o primeiro comunicador instantâneo, o ICQ, pela empresa israelense Mirabilis; Hackers invadem site do governo americano; Ataque virtual à USERNET; Macromedia desenvolve o Flash plugin; Lançamento do Opera.

1998 – Surgem os portais; 151 milhões de usuários no planeta estavam ligados à Internet; Larry Page e Sergey Brin, dois estudantes Ph.D. de Stanford, criam o Google; Domínio de número 2 milhões é registrado nos Estados Unidos.

1999 – IE desbanca Netscape; Preocupações com o Bug do Milênio.

2000 – Microsoft lançou o Internet Explorer 5 para Macintosh; O vírus “I Love You” atinge 50 milhões de computadores.

2001 – Jimmy Wales e Larry Sanger criam a Wikipedia.

2002 – O pioneiro das redes sociais, Friendster, é lançado; Início do Wi-Fi; Surgem os blogs.

2003 – LinkedIn, a rede social corporativa, é criada; Skype é lançado. Começa a popularização das ligações VoIP.

2004 – Gmail é lançado; Nasce o Orkut e o Facebook; Mozilla lança o Firefox e em 99 dias de vida ele teve 25 milhões de downloads; O WHATWG iniciou o trabalho do novo padrão HTML.

2005 – Surge o YouTube; Criação do GTalk; Cresce a internet no Brasil; Um bilhão de pessoas no mundo têm acesso à internet.

2006 – O Twitter é lançado.

2007 – Apple lança versão do Safari para Windows e atinge 1 milhão de downloads em dois dias; Surge o Second Life.

2008 – Nasce o Chrome, navegador do Google; YouTube realizou sua primeira transmissão ao vivo.

2009 – Microsoft lança Bing, concorrente do Google; Google anuncia o Chrome OS; O Google lança a nova versão do Orkut; O site The Pirate Bay volta ao ar.

2010 – O HTML 5 se popularizou depois que Steve Jobs declarou publicamente que o Adobe Flash não seria mais necessário com a chegada do novo padrão; A internet no celular se popularizou com a chegada de novos smartphones e planos 3G; Sites de compras coletivas viram febre.

2011 – O que estará por vir?

Via Olhar Digital

Comente

Segundo pesquisa, profissionais qualificados estão em falta no setor de TI

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Notícias, Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Um levantamento feito pela revista Exame apontou que no Brasil há uma carência de mais de 70 mil profissionais no ramo da Tecnologia da Informação. Para os especialistas, essa escassez é motivada pela falta de mão de obra qualificada.

Por Marcos Santana

De acordo com a empresa de recrutamento Fesa, em 2010, a busca por profissionais de TI aumentou 110% em relação ao ano anterior. A pesquisa, feita pela IBM, confirma a escassez de profissionais capacitados na área de TI. O estudo revela que 50% dos CEOs brasileiros sentem falta de mão de obra qualificada.

Para Andreza Grillo, proprietária da Par Consultoria, agência de Recursos Humanos focada na área de TI, a qualificação é o ponto chave para mudar o atual cenário. ?O problema é que ao verificar o perfil dos candidatos, poucos têm compatibilidade com os critérios exigidos para a vaga. Constatamos um número bem reduzido dos que possuem a qualificação requerida para o setor de TI?, comenta.

Confira abaixo os dados do levantamento feito pela revista Exame:

Analista de sistemas:
Quantos são necessários: 241 mil
Quantos são atualmente: 211 mil
Quantos faltam: 30 mil
Remuneração média inicial: R$ 3.300

Técnico de desenvolvimento de sistemas:
Quantos são necessários: 63 mil
Quantos são atualmente: 58 mil
Quantos faltam: 5.000
Remuneração média inicial: R$ 1.500

Gerente de TI:
Quantos são necessários: 26 mil
Quantos são atualmente: 22 mil
Quantos faltam: 4.000
Remuneração média inicial: R$ 5.000

Administrador de banco de dados:
Quantos são necessários: 21,5 mil
Quantos são atualmente: 17,5 mil
Quantos faltam: 4.000
Remuneração média inicial: R$ 2.000

 vest

Fonte: CM Consultoria

Comente
Nova chamada à ação

          

Posts recentes

Cursos Graduação

Cursos Graduação BandTec

Os cursos são práticos, com ênfase em atividades de laboratório, estudos de casos e projetos, que fazem parte do dia a dia das empresas.

Veja os cursos:

Cursos Pós-Graduação

BandTec-pos-graduacao

As especializações visam uma formação completa voltada à empregabilidade de seus alunos. assim, incluem a abordagem de questões técnicas, mas também uma ampla visão de negócios e troca de vivências profissionais.

Veja os cursos: