Ensino HandsOn

Dez competências essenciais para profissionais de TI

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Tecnólogo

O mercado de TI tem crescido muito e no mesmo ritmo estão crescendo as exigências para quem atua nesse ramo. Para ajudar os jovens talentos a se preparem para o mercado de trabalho, preparamos um mix de habilidades necessárias para suprir as novas exigências das empresas.

1. Cloud computing e virtualização

A computação em nuvem possui um modelo de infraestrutura de TI que provê recursos de modo mais fácil e econômico. Dessa forma, as empresas podem pensar em ter mais aplicações para aprimorar e alavancar negócios, o que, consequentemente, demanda que os profissionais de TI e os desenvolvedores de aplicativos tenham a habilidade de explorar os recursos da nuvem.

O primeiro passo para pensar em uma cloud é ter a capacidade de virtualizar. Todavia é possível ter um ambiente baseado em virtualização que não atenda todos os quesitos para ser classificado com uma infraestrutura de nuvem.

Por isso, cada vez mais, o mercado requer profissionais que conheçam virtualização e que saibam trabalhar com o modelo novo de data center, desenhado para este fim. Apesar de muita tecnologia estar sendo virtualizada, ainda “falta gente com competência apurada nesse segmento”, constata o professor da BandTech.

2. Programação e desenvolvimento de aplicativos

Programar é e será um grande diferencial em qualquer função de TI que o profissional deseja atuar. Esta habilidade é importante, não só para quem atua com programação, mas também em outras áreas, como, por exemplo, o profissional de rede e banco de dados, em que o conhecimento de programação passa ser um diferencial para prover automação e escalabilidade.

3. Armazenamento de dados

Outra competência em alta é a de armazenamento de dados. Por isso, há uma demanda crescente de profissionais com capacidade de criar, registrar, armazenar e gerenciar grande quantidade de estoque de dados.

4. Business inteligence

As empresas já aprenderam que inteligência de dados é algo relevante. Apesar de ser uma competência consolidada, as crescentes demandas motivam um campo fértil para expansão e também especialistas com domínio em BI.

5. Big Data

É preciso tratar dados não estruturados e torná-los úteis. Isso demanda profissionais com conhecimentos arrojados, que tenham boa base educacional nas áreas exatas, como cientistas de dados. Big Data é uma das principais prioridades para muitas empresas, mas precisa de pessoas certas para analisar a montanha de informação gerada todos os dias, principalmente a produzida pelas redes sociais.

6. Mobilidade

Em um futuro próximo, as pessoas deixarão de comprar computadores e passarão a utilizar apenas itens móveis. E conforme há o crescimento deste recurso, as empresas passam a precisar, cada vez mais, de profissionais que estejam aptos a lidar com as demandas relacionadas à proliferação de tais dispositivos.

7. IPv6

A “Internet das Coisas” vai gerar um outro conceito computacional, por isso é necessário existir estrutura que permita isso. No entanto, infelizmente, o Brasil ainda é um dos países que pouco fizeram. Muito disso por conta da falta de profissionais capacitados em IPv6.

8. Segurança

Garantir segurança nos ambientes atuais está cada vez mais complexo. Por isso, o mercado tem procurado profissionais que tenham a capacidade não só de construir modelos de segurança, mas também de testá-los, além de serem capaz de atuar quando o problema ocorrer.

9. Soft Skills

Além das competências técnicas listadas acima, cada vez mais as empresas têm reconhecido a importância dos fatores comportamentais no trabalho. Seja para o sucesso dos projetos e processos, ou ainda, para o próprio desenvolvimento profissional, competências globais em gestão têm tido o mesmo peso que os conhecimentos técnicos.

O ideal é que um profissional tenha um bom equilíbrio entre os hard e os ‘soft skills. Para trabalhar essas competências com seus alunos, a BandTec oferece aos estudantes o Programa H, que integra formação humanista aos cursos de TI oferecidos pela instituição.

10. Inglês

Falar inglês na área de TI é essencial. Muitas das tecnologias são desenvolvidas nesse idioma, por isso, assim como uma boa formação, o idioma faz parte das competências necessárias do profissional que escolhe atuar em TI.

vest

Comente

As 12 tecnologias que marcaram História

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Tecnólogo

Diante de dispositivos com telas sensíveis ao toque, inteligência artificial e inúmeras evoluções tecnológicas, não podemos esquecer de algumas tecnologias que vieram por traz de toda essa evolução.

Controle remoto Flash-Matic (1955)

Esse dispositivo, que mais parece um secador de cabelos, foi o primeiro controle remoto do mundo. O Flash-Matic utilizava flashes de luz para ligar ou desligar a TV, controlar o volume e alternar entre canais.

Sputnik (1957)

Este satélite, que entrou em órbita em 4 de outubro de 1957, não apenas deu início à corrida espacial como também marcou o começo das tecnologias que anos mais tarde resultariam na criação da Internet.

Atari Pong (1972)

Na década de 70, ninguém imaginava que uma ideia tão simples acabaria se transformando em uma indústria de games de 22 bilhões de dólares.

IBM PC Modelo 5150 (1981)

A arquitetura aberta deste PC – um dos primeiros do mundo – permitiu às fabricantes padronizar seus produtos em um único chipset e sistema operacional, reduzindo os custos dos computadores.

Motorola DynaTAC 8000X (1983)

Gigante, pesado e com um precinho de quatro mil dólares, o DynaTAC hoje é quase irreconhecível para quem nasceu na era dos celulares modernos.

IBM ThinkPad 700C (1992)

Os primeiros portáteis surgiram nos anos 80, mas não se tornaram um símbolo de status corporativo até o lançamento da linha ThinkPad, da IBM.

Banda larga (1995)

A Internet, a World Wide Web, Amazon, Google, YouTube – todos fizeram história de um jeito diferente. Mas seu impacto não seria percebido se os bits não fossem enviados em velocidades com boa acessibilidade.

Apple iTunes (2003)

O iPod foi um gadget revolucionário, assim como o iPhone e o iPad, mas eles não seriam nada sem uma ferramenta bem desenvolvida para acessar e transferir conteúdos de mídia.

Worm Slammer (2003)

É difícil identificar quando surgiram os malwares, mas o worm Slammer/Sapphire é um excelente candidato a pioneiro. Em janeiro de 2003, esse malware derrubou tudo nos Estados Unidos: redes de servidores, caixas eletrônicos e centros de emergência 911.

WordPress (2004)

Blogs reescreveram completamente as regras da mídia. Apesar de nenhuma plataforma ter sido responsável pelo fenômeno, o WordPress, de código aberto, fez grandes contribuições à blogosfera e é um dos sistemas mais utilizados do mundo.

Telas touch capacitivas (2006)

A tela sensível ao toque a capacitiva é uma das maiores mudanças no mundo da telefonia móvel Essa tecnologia surgiu com o LG Prada, em 2006, e foi amplamente divulgada pela Apple com o iPhone.

Computação em nuvem (2010)

A mudança que vivemos e o futuro dos computadores: acessar aplicativos, arquivos, documentos, plataformas e ambientes de trabalho em qualquer PC que esteja conectado à web.

Fonte: IDGNow!

Comente

Graduações tecnólogicas dão acesso rápido ao mercado de trabalho

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Carreira de TI, Tecnólogo, Graduação

 

A demanda por mão de obra qualificada em diferentes segmentos tem feito com que as universidades invistam na criação de graduações tecnológicas, que formam o profissional em um menor tempo, se comparadas ao bacharelado ou à licenciatura.

O curso de tecnólogo é uma modalidade de graduação de nível superior, focada em uma área específica do conhecimento e voltada para o mercado de trabalho. Embora tenha a sua origem no setor de tecnologia, atualmente diversas áreas estão descobrindo a metodologia, como gestão, comércio, turismo e comunicação.

Segundo o último levantamento do MEC, existem quase cinco mil cursos de tecnólogo em todo o país. Os cursos são de nível superior e tem duração mais curta, de dois a quatro anos. Todos são criados para atender uma procura específica do mercado, por isso a chance de contratação passa de 80% em quase todas as áreas.

Para os tecnólogos não é regulamentado um piso salarial, quem define é o mercado. Segundo o pessoal da área da engenharia do CREA a remuneração varia de R$1.800 a R$3.000. O valor depende da formação e da empresa que a pessoa trabalha, sendo que as grandes empresas pagam mais.

 

No vídeo ao lado a economista da FGV, Celina Ramalho, tira dúvidas sobre os cursos que estão em alta e também as áreas que vão crescer.

Entenda a diferença entre os cursos de tecnologia e os técnicos:

Os cursos de tecnologia são cursos de nível superior que formam profissionais para atender áreas específicas do mercado de trabalho. A duração dos cursos podem variar de 2 a 4 anos, tendo como carga horária mínima 1.600 horas para as áreas de gestão e 2.400 horas para as áreas da engenharia. Ao terminar o curso pode ser dada continuidade aos estudos, cursando pós graduação Lato Sensu (especializações e MBA) ou Stricto Sensu (mestrado e doutorado).

Já os cursos técnicos são cursos que formam profissional de nível médio. Esse tipo de curso poder ser realizado de forma concomitante ou posterior ao ensino médio. Tem como objetivo capacitar o aluno com conhecimentos teóricos e práticos em diversas atividades do setor produtivo, tendo como um dos propósitos o acesso imediato ao mercado de trabalho, além da perspectiva de requalificação ou mesmo a reinserção no mercado. A duração mínima desses cursos é de 800 horas e máxima de 1.200 horas.

Comente

“Livros Digitais” é tema de palestra promovida pela BandTec no dia 23 de abril

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Tecnólogo, Graduação

Os livros digitais, também conhecidos como e-books, estão cada vez mais presentes nas vidas das pessoas e têm contribuído para diversas mudanças nos hábitos de leitura. Com o intuito de discutir esse novo cenário, a BandTec realiza palestra gratuita, no dia 23 de abril, às 19h30, na biblioteca da Instituição.

Sob o tema “O mundo do conteúdo digital abala nossa zona de conforto?”, a palestrante, Susanna Florissi, que possui ampla experiência no mercado editorial, discutirá as alterações decorrentes desse novo processo de leitura, como as novas formas de construção e compartilhamento de conhecimento. Ela também abordará o funcionamento da cadeia produtiva de livros digitais, sua distribuição e o papel exercido pelas bibliotecas diante dos livros digitais.

A palestra será destinada a bibliotecários, estudantes e leitores de e-books, é gratuita e aberta ao público.

Data: 23 de abril
Horário: 19h30
Local: BandTec – Rua Estela, 268

 

Sobre a Palestrante: Susanna Florissi

Diretora Internacional da SBS – Special Book Services e da HUB Editorial, empresa do mesmo Grupo, proprietária da Torre de Babel Idiomas e sócia da Editora Galpão. Formada pela Universidade Católica de Pernambuco, com curso de pós-graduação em Teoria da Literatura pela PUC Campinas e de Aperfeiçoamento para Executivos do Mercado Editorial, MBA FIA. É Diretora Livreira da CBL – Câmara Brasileira do Livro, fez parte da Comissão Organizadora do Prêmio Jabuti e hoje coordena a Comissão do Livro Digital da mesma CBL. É autora de materiais didáticos impressos e digitais e coautora dos títulos campeões de vendas para o ensino de Português como Língua Estrangeira, ‘Bem-Vindo! A Língua Portuguesa no Mundo da Comunicação’, ‘Tudo Bem? Português para a Nova Geração’ e ‘Panorama Brasil – Ensino do Português no Mundo dos Negócios’.

Comente

Filosofia, Educação e Tecnologia

Postado por Equipe BandTec

Tópicos: Tecnólogo

Dias 09, 16, 23 e 30 de agosto, o professor Bido ministrará o curso sobre Filosofia, Educação e Tecnologia aqui na #BandTec. O curso é aberto ao público.

No curso, será discutida, à luz de teorias filosóficas, as possibilidades, limitações, problematizações e esperanças do uso das novas tecnologias de informação e educação no pensamento, desenvolvimento e aprendizagem dos estudantes e professores.

“Podemos pensar a tecnologia da educação como uma forma de representação social, baseada em relações históricas, filosóficas e de poder? Como essa nova representação da escola, da aprendizagem e do pensamento pode mudar a sociedade e o indivíduo? Como os agentes envolvidos em educação podem lidar com as possibilidades e fronteiras abertas por esse novo contexto sociocultural?” Diz o professor e coordenador do Programa H aqui na BandTec, abrindo o questionamento à respeito do que será discutido no curso.

“O curso dialogará com teorias filosóficas contemporâneas, especialmente com os seguintes pensadores: Badiou, Judith Butler, Zizek, Lyotard, Foucault, Morin, Castels, Levinás e Lacan. Nesse diálogo, procurará levantar primeiramente questões que permitam pensar essa nova dimensão pedagógica que se abre para as escolas e para os educadores.”

Para inscrições e pagamentos, entre em contato com Mariana Leopoldino, através do e-mail mariana.leopoldino@bandtec.com.br ou pelo telefone (11) 5087-3691, a partir das 17:00 hs.

 

Carga horária: 12 horas

Data: 9, 16, 23 e 30 de Agosto

Local: Faculdade BandTec (Rua Estela, 268 – Paraíso) Sala A31

Horário: das 9h às 12h

 

Professores e funcionários do Colégio Bandeirantes e BandTec: convidados.

Alunos da BandTec: R$ 60,00

Público em geral: R$ 200,00

 

programa h - bandtec

Comente
Nova chamada à ação

          

Posts recentes

Cursos Graduação

Cursos Graduação BandTec

Os cursos são práticos, com ênfase em atividades de laboratório, estudos de casos e projetos, que fazem parte do dia a dia das empresas.

Veja os cursos:

Cursos Pós-Graduação

BandTec-pos-graduacao

As especializações visam uma formação completa voltada à empregabilidade de seus alunos. assim, incluem a abordagem de questões técnicas, mas também uma ampla visão de negócios e troca de vivências profissionais.

Veja os cursos: